Entenda as principais diferenças entre cargas secas e refrigeradas

Já mostramos aqui que existem vários tipos de transportes praticados no Brasil. E você sabia que existem diversos tipos de carga também? De produtos perigosos a cargas perecíveis, é importante para quem está pensando em contratar um serviço de logística entender os diferenciais de cada carga, para assim saber quais são as necessidades do seu negócio. Vamos lá?

cargas_secas_e_refrigeradas

 

Características das Cargas Secas

 As cargas secas são as industrializadas e não perecíveis, que não sofrem nenhum tipo de dano, não necessitando de condições climáticas ou horários específicos para o transporte. Alguns produtos que se encaixam nesse tipo de carga são:

✔ alimentos não perecíveis;

✔ materiais de construção;

✔ madeira;

✔ produtos de higiene e beleza;

✔ encanamentos.

 

O transporte de cargas secas é fundamental para o desenvolvimento e a economia do país, uma vez que segmentos como indústria e comércio, fazem uso deste tipo de transporte para o envio de matéria-prima ou abastecimento de supermercados e demais segmentos de consumo final.

 

Esse tipo de carga pode ser transportado com caminhões do tipo baú, desde que se encaixem na categoria dos modelos fechados tipo VUC (veículos urbanos de carga), caminhões truck ou até mesmo carretas. Neste tipo de caminhões é possível organizar caixas, fardos e embalagens em geral por meio do uso de pallets, facilitando o transporte e a descarga dos produtos.

cargas_secas_e_refrigeradas

 

Características de Cargas Refrigeradas

 

As cargas refrigeradas são perecíveis e extremamente sensíveis, exigindo um trabalho minucioso por parte das transportadoras. Esse tipo de carga não pode sofrer com alterações climáticas, necessita de rotas curtas e efetivas para que o produto sofra o mínimo possível durante o transporte, além de outras particularidades.

 

As indústrias que mais se utilizam desse serviço são a alimentícia e farmacêutica. Os produtos comumente transportados são:

 

✔ frutas;

✔ carnes;

✔ laticínios;

✔ alimentos congelados em geral;

✔ medicamentos.

 

Este tipo de transporte é feito por caminhões baú refrigerados, que oferecem o controle e manutenção da temperatura ideal. Mas vale lembrar que o trabalho de conservação desse tipo de carga já começa na hora da produção, por meio de embalagens específicas para esses produtos.

 

O trabalho da transportadora é levar a carga e fornecer o acondicionamento necessário para a preservação dos produtos, mas é responsabilidade da empresa entrega-los na temperatura ideal. Esse acondicionamento é feito de acordo com as normas específicas para esse tipo de carga e passa por fiscalizações da Anvisa.

 

Agora que você já conhece as principais diferenças entre os tipos de carga, fica mais fácil saber quais são as suas reais necessidades. E na hora de contratar o serviço desejado, já sabe que pode contar com a Natal. Aqui é responsabilidade na sua direção. ?